VÍDEO: Perfil de fofocas é apontado como o princiapal propogador da fake news sobre affair de Whinderson Nunes com jovem que tirou a propria vida

Prints e vídeos sobre o caso estão viralizando nas redes sociais.

ANÚNCIOS

O óbito de Jéssica Vitória, aos seus 22 anos, gerou um profundo impacto nas redes sociais. A jovem, enfrentando a depressão, tomou a trágica decisão de encerrar a própria vida após sofrer perseguições online, vinculadas à disseminação de notícias falsas associadas ao seu nome.

A comunidade online expressou indignação diante da perda de Jéssica, apontando os perfis de fofoca de celebridades como responsáveis pela tragédia, visto que continuaram compartilhando as fake news mesmo após o esclarecimento feito por Vitória.

ANÚNCIOS

Raphael Sousa, criador do perfil de fofoca “Choquei”, está enfrentando acusações que o relacionam à trágica morte de Jessica. A jovem foi alvo de especulações sobre um suposto envolvimento amoroso com o humorista Whindersson Nunes.

Jessica, que enfrentava a batalha contra a depressão, decidiu encerrar a própria vida depois de ser alvo de ataques nas plataformas online devido a uma notícia falsa disseminada pela página.

No início desta semana, começaram a circular capturas de tela fraudulentas de uma alegada conversa entre Whindersson e Jessica. Nesse diálogo, a jovem manifestava preocupações em relação às investidas do youtuber.

ANÚNCIOS

Após a propagação, Whindersson esclareceu publicamente que não tinha qualquer conhecimento da jovem. Jéssica, que inicialmente não possuía presença nas redes sociais, optou por criar um perfil para revelar que também foi alvo de falsas montagens. Ela compartilhou estar enfrentando uma intensa depressão e que os comentários maliciosos estavam impactando negativamente sua saúde mental.

Apesar disso, as páginas continuaram a disseminar as notícias falsas e, logo após o trágico falecimento da jovem, os internautas descobriram mensagens insensíveis de Raphael Sousa, o criador do perfil “Choquei”, que teria ironizado o relato em que Jéssica explicava sua situação.

Um comunicado do X (antigo Twitter), a plataforma onde a informação teve maior disseminação, menciona que “a Choquei foi a maior promotora desta fake news”.

ANÚNCIOS

“Com mais de 30 milhões de seguidores em suas redes sociais, a página foi quem deu proeminência nacional com os prints forjados. Após a morte, eles deletaram os posts sem mea culpa”, afirma o comunicado, da plataforma digital.

Abalado Whindersson Nunes usou as redes sociais para lamentar a morte da jovem:

‘Estou extremamente triste. Voltei ao dia em que perdi meu filho. Que ninguém passe pela dor de enterrar um filho’.A Nonstop Produções S.A. e Whindersson Nunes lamentam profundamente o ocorrido e prestam solidariedade à família da jovem Jessica, bem como repudiam, veementemente, o linchamento virtual e o uso nocivo das redes sociais”.

Fabiana Batista Stos

Jornalista digital, com mais de 10 anos de experiência em criação de conteúdo dos mais diversos assuntos. Amo escrever e me dedico ao meu trabalho com muito carinho e determinação.