Motorista que arrastou jovem por quilômetros já teve CNH recolhida e alega não se lembrar do acidente

Em 2009, Caio Ericson já teve a CNH coletada depois de ser flagrado dirigindo sob efeito de “psicoativo”.

ANÚNCIOS

A polícia identificou o suspeito de ter atropelado e arrastado a jovem Thais de Oliveira, por cerca de 4 quilômetros, no último final de semana. Caio Ericson Ferraz Pontes de Mello, 32, se apresentou na delegacia e teve depoimento colhido. Ele já perdeu a CNH em outra ocasião.

Ana Carolina Alipaz, advogada de Caio, alega que o cliente enfrenta um grave quadro de depressão, pelo qual faz uso de medicações, e que sofreu um apagão no momento do acidente. Ela defende que ele não estava consciente durante o ocorrido, negando que o cliente tenha fugido do local.

Alipaz também afirma que o cliente se colocou à disposição da família da vítima para oferecer suporte no âmbito material, mas também emocional. De acordo ainda com a advogada, Caio “está muito triste”.

Em 2009, Caio Ericson já teve a CNH coletada depois de ser flagrado dirigindo sob efeito de “psicoativo”. De acordo com informações do G1, a polícia não descarta a hipótese de que Caio estivesse participando de “racha” no momento do acidente.

O suspeito em questão é funcionário comissionado do Senado e já prestou depoimento. De acordo com os policiais, não houve flagrante e, por isso, Caio não poderia ser mantido preso depois de prestar depoimento.

ANÚNCIOS

Caio alega que esteve em restaurante antes do acidente, afirma não ter ingerido bebida alcólica e nega que lembre do acidente. O carro foi localizado, pela polícia, já em uma oficina passando por reparos e foi recolhido para perícia.

ANÚNCIOS

Roberta R

Notícias diárias, cobrindo que acontece de mais interessante no Brasil e no mundo. Notícias curiosas, interessantes e cobertura dos famosos.