Mãe é principal suspeita de ter tirado a vida do filho de 17 anos, afogado em um poço; garoto era autista e essa pode ter sido a motivação

O caso ainda está sendo investigado, mas a mãe, de 51 anos, acabou se tornando a principal suspeita do crime porque teria confessado para um primo.

PUBLICIDADE

Um caso assustador está tirando o sono de moradores de Mirandela, Portugal. A polícia acabou sendo acionada para investigar a morte de um adolescente, de 17 anos, em condições muito cruéis. O garoto foi afogado dentro de um poço.

O caso ainda está sendo investigado, mas a mãe, de 51 anos, acabou se tornando a principal suspeita do crime porque teria confessado para um primo. Ainda de acordo com informações de portais de notícia internacionais, a mulher pretendia tirar a própria vida depois do crime.

De acordo com vizinhos, Fátima da Conceição vinha atravessando um momento muito delicado com o filho. O garoto sofria de epilepsia e era autista, as duas coisas juntas vinham se tornando um desafio grande para a mãe, que o criava sozinha.

Ainda de acordo com notícias locais, a mãe foi quem chamou a polícia e denunciou o desaparecimento do filho. Pouco tempo depois, no entanto, ela indicou o poço e afirmou que o filho estaria ali. A polícia precisou acionar mergulhadores para prestar assistência.

O corpo do garoto acabou sendo recuperado, estava afundado a 3 metros, dentro do poço. A polícia ainda não confirmou a tese de homicídio, mas a própria mãe teria confessado o crime para um primo, que ainda tentou salvar o garoto.

PUBLICIDADE

Os vizinhos informaram ao Jornal de Notícias, um canal português de notícias, que a mãe planejava tirar a própria vida em seguida, mas não conseguiu dar seguimento ao plano. A mulher vinha passando por dificuldades e aparentava estar em um estado emocional fragilizado.

Uma familiar, Angelina Lopes, procurou o JN para dar mais detalhes do caso e afirmou que o estado de saúde dos dois se comprometeu muito com a pandemia. Eduardo José, o adolescente, costumava fazer acompanhamento e frequentar uma escola especial, mas tudo foi suspenso por causa do coronavírus.

O estresse se acumulou e o garoto começou a ter alterações de humor e uma atitude mais violenta. Fátima teria confessado a Angelina que já vinha dormindo com a porta trancada, com medo do filho. O caso, infelizmente, chegou nesse desfecho trágico.

 

PUBLICIDADE

Escrito por

Roberta R

Notícias diárias, cobrindo que acontece de mais interessante no Brasil e no mundo. Notícias curiosas, interessantes e cobertura dos famosos.