Homem que xingou e ameaçou advogado do Presidente Lula é indiciado por 3 crimes

Polícia Civil encerrou inquérito que investigava o vídeo.

PUBLICIDADE

No último dia 11 de janeiro, viralizou nas redes sociais um vídeo em que o advogado Cristiano Zanin era xingado dentro de um banheiro. Zanin foi atacado por ser advogado do presidente Lula – a cena aconteceu dias depois da invasão em Brasília.

Nas imagens, Zanin não esboça reação. Quem gravou o vídeo foi justamente o homem que fazia as ameaças e insultava o advogado. O episódio foi denunciado e a polícia civil foi capaz de indiciar o autor das imagens, e dos ataques.

O homem foi identificado como Luiz Carlos Basseto Júnior e foi indiciado por três crimes: ameaça, injúria e incitação ao crime. As informações foram divulgadas pelo colunista Ancelmo Gois.

PUBLICIDADE

O vídeo, filmado e divulgado pelo próprio Basseto Junior, foi fundamental para o inquérito. Nas imagens, ele chega a incitar apoiadores a agredirem o advogado. “Tinha que tomar um pau de todo mundo que tá andando na rua. Safado”, declara.

As imagens viralizaram na semana em que Brasília foi palco de atos antidemocráticos. Nas redes sociais, chegou a circular um mutirão que tentava identificar o agressor. Na ocasião, a OAB emitiu nota repudiando o ataque.

PUBLICIDADE

Zanin é um dos advogados que atuou na defesa do presidente Lula e o responsável pela anulação dos processos. Ele, segundo alguns, é também cotado para assumir cargo no Supremo Tribunal Federal, o que não é confirmado por canais oficiais.

O advogado não se pronunciou após o indiciamento de Basseto Junior.

Escrito por

Roberta R

Notícias diárias, cobrindo que acontece de mais interessante no Brasil e no mundo. Notícias curiosas, interessantes e cobertura dos famosos.