Simony está sendo acusada de agressão e se posiciona; caso foi levado a Justiça

A cantora teria agredido uma funcionária? Mais detalhes sobre o caso que foi parar na Justiça e ambos os posicionamentos.

ANÚNCIOS

A famosa cantora Simony se encontra em uma disputa judicial envolvendo a Delta Air Lines, após ter sido impedida de embarcar em um voo, quando retornava de Orlando, nos Estados Unidos, para o Brasil.

E em relação a resposta da companhia aérea, eles alegam que a artista teria agredido uma funcionária, após ter sido barrada pelo excesso de bagagem. A famosa nega as acusações.

ANÚNCIOS

“O que realmente ocorreu foi uma falha grave na prestação de serviço por parte da companhia aérea”, defende a advogada da cantora, Jamila Gomes, ao ser questionada por um canal de comunicação.

De acordo com os depoimentos, a confusão teria acontecido em meados de fevereiro, após o retorno da cantora e seus familiares de uma viagem. Na época, a famosa se encontrava em tratamento contra o câncer.

Por outro lado, a comissária está alegando que Simony, ao não conseguir embarcar por conta do excesso de bagagens, teria reagido de forma negativa, com agressões físicas e verbais.

ANÚNCIOS

É alegado que ela teria segurado fortemente a comissário pelo braço e ainda teria a empurrado contra a parede. A justificativa para o excesso de bagagem seria por ela estar carregando os medicamentos de seu tratamento.

No momento, Simony e sua equipe estão negando fortemente as acusações, afirmando que não houve um comportamento inadequado por parte da cantora e que a companhia teria agido de forma negligente, a prejudicando em meio a graves problemas de saúde.

A cantora já tomou as medidas legais e necessárias para que os fatos sejam esclarecidos e ela consiga proteger sua integridade, visto que ela é uma pessoa pública.

ANÚNCIOS

Juliana Gomes

Colunista de notícias dedicada a escrever sobre os mais diversos assuntos. Sempre fui apaixonada pela arte da escrita e pela literatura.