Advogada da mulher que denuncia Daniel Alves afirma que jogador não usou preservativo

Advogada falou sobre estado da jovem.

PUBLICIDADE

A advogada da denunciante contra o jogador Daniel Alves deu mais detalhes sobre o estado emocional e físico da cliente. A jovem, que tem apenas 23 anos, tem tido a identidade mantida em sigilo.

No entanto, meios de comunicação do país já sabem de quem se trata e tem procurado convencer a jovem a falar. Segundo a advogada, a jovem tem sofrido pressão enquanto evita a imprensa e os tabloides.

A advogada, Ester García Lopez, conversou com o UOL e deu mais detalhes sobre a situação da jovem. Segundo a advogada, a jovem tem feito acompanhamento psicológico e também tratamento preventivo contra doenças sexualmente transmissíveis.

PUBLICIDADE

Segundo Lopez, durante o ato sexual, o jogador brasileiro não usou preservativo. Além disso, a advogada explica que a cliente tem lidado com o trauma também por meio de remédios e que, desde o depoimento, não dorme direito.

Ela está recebendo apoio psicológico por meio de uma entidade pública especializada em tratar vítimas de violência. O hospital prescreveu todo um tratamento dirigido a evitar qualquer tipo de doença infectocontagiosa, porque não foi utilizado nenhum preservativo“, explicou.

PUBLICIDADE

A jovem denunciou o jogador a Justiça após suposto crime de estupro e agressão sexual. Ela afirma que foi forçada a manter relações com o brasileiro. Segundo a advogada, a jovem não quer se identificar.

Daniel, por sua vez, deu três versões para os fatos da noite em questão e, por fim, alegou que a relação foi consensual.

Escrito por

Roberta R

Notícias diárias, cobrindo que acontece de mais interessante no Brasil e no mundo. Notícias curiosas, interessantes e cobertura dos famosos.