Video: no Rio, morador agride funcionária de prédio e ainda debocha

Cena violenta foi flagrada por câmeras de segurança.

ANÚNCIOS

A funcionária de um prédio no bairro do Flamengo, no Rio de Janeiro, denuncia violências sofridas dentro do ambiente de trabalho.

Joyce Santos é porteira no prédio e, na última terça-feira (27), foi agredida por um morador do local.

ANÚNCIOS

Todo o episódio de agressão foi filmado por câmeras do circuito interno do prédio, além de terem sido testemunhadas por um outro morador.

O agressor foi identificado como Ronaldo Wilken, que agrediu a vítima com tapas e chutes.

A câmera do prédio não capta áudio, mas Joyce gravou toda a agressão com o telefone celular. Antes de agredi-la fisicamente, o homem a ataca verbalmente e questiona uma denuncia de assédio feita por Joyce anteriormente, defendendo o acusado.

ANÚNCIOS

A seguir, confira o vídeo do ocorrido.

Neste momento, um outro morador passava para passear com o cachorro e se aproxima. Ele tenta conter Wilken, mas não consegue impedir as agressões completamente. Joyce foi até uma UPA e depois até a delegacia.

Fiz uma denúncia de assédio e ninguém me ouviu, ninguém fez nada. Eu tive que ser agredida gravemente no trabalho e não fizeram nada. Estão esperando o que? Já chegou ao extremo“, afirma a vitima.

ANÚNCIOS

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Gente Preta (@gentepreta)

Joyce ainda revela acreditar que o verdadeiro incômodo do morador é o fato de que, antes dela, familiares dela trabalharam no local. “Ele acha errado o antigo síndico ter colocado os filhos da empregada pra trabalhar no prédio“, afirma.

Procurado, o agressor afirma que não agrediu Joyce, mesmo tendo sido filmado e tendo cometido o crime na frente de uma testemunha, e também se nega a comentar o caso. Wilken afirma que vai se manifestar apenas depois que conversar com advogados.

O morador que testemunhou a cena e tentou conter o agressor não quis se identificar.

Ele, no entanto, confirma a versão da funcionária e revela o que Wilken dizia no momento da agressão. Segundo a testemunha, o agressor a todo momento tentava diminuir a vítima e “desqualificar a família dela”.

O morador ainda classifica como “absurda” a perseguição sofrida pela funcionária.

Roberta R

Notícias diárias, cobrindo que acontece de mais interessante no Brasil e no mundo. Notícias curiosas, interessantes e cobertura dos famosos.