Relógio do juízo final acelera e o mundo está mais perto de seu fim, de acordo com cientistas

De acordo com os cientistas, o relógio está indicando que o mundo está cada vez mais perto de chegar ao seu fim.

PUBLICIDADE

Nesta terça-feira, dia 24 de janeiro, foi anunciado por um importante grupo de cientistas nucleares, o ’Bulletin Of The Atomic Scientists’, que o mundo está cada vez mais perto de seu fim. O grupo criou uma espécie de mecanismo que serve para alertar a humanidade sobre os riscos de um potencial apocalipse. Se trata realmente de um relógio do ‘juízo final’ e as notícias não são boas.

A lógica é bem simplificada. Quanto mais perto os ponteiros tiverem perto da meia-noite, maiores são as chances de o mundo estar próximo de seu fim. E neste ano, o grupo de cientistas observou que estamos a noventa segundos do fim do mundo, o que representa o mais perto que o relógio já chegou da meia-noite, desde que ocorreu a sua criação, em meados de 1947.

Algo que influenciou bastante nessa situação foi o fato de a Rússia ter ameaçado utilizar armas nucleares em sua guerra contra a Ucrânia.

PUBLICIDADE

Como funciona?

A posição dos ponteiros dos relógios é determinada por diversos cálculos matemáticos que realmente representam as chances de eventos que podem levar ao fim do mundo ocorrerem.

Entre esses eventos, podem ser citados, guerras nucleares, doenças pandêmicas e mudanças climáticas que podem ser fatais para a sobrevivência dos seres humanos no planeta Terra.

PUBLICIDADE

Quando a contagem começou, o relógio estava a sete minutos da meia-noite, e agora, está há apenas 90 segundos.

Escrito por

Juliana Gomes

Colunista de notícias dedicada a escrever sobre os mais diversos assuntos. Sempre fui apaixonada pela arte da escrita e pela literatura.