Manoela Stellfeld: primeira cantora gospel transexual brasileira lança EP e fala sobre a carreira

Aos 24 anos, ela conta que sempre foi uma criança afeminada e se sentia diferente. Hoje participa da Igreja Inclusiva.

ANÚNCIOS

A comunidade LGBT geralmente é colocada contra a igreja, mas isso não significa que todos os LGBTQI+ não tenham alguma fé. Na realidade, muitos adultos da comunidade compartilham suas histórias e grande parte tem infância na igreja.

Quem integra essa lista é Manoela Stellfeld, mulher trans que aposta na carreira de cantora gospel. Aos 24 anos, ela conta que sempre foi uma criança afeminada e se sentia diferente. Hoje a mulher participa da Igreja Inclusiva, que tem a proposta de acolher pessoas LGBT.

Manoela, natural de Curitiba, cresceu em uma família católica e chegou a frequentar a Igreja quando jovem, mas conta que precisou sair porque sofria muita pressão para mudar, por ser considerada “endemoniada” por desejar ser trans.

Hoje ela trabalha como cabeleireira e também se arrisca na carreira de cantora. O primeiro EP “Posição” foi gravado de forma amadora e não conta com o apoio de nenhuma grande gravadora, mas esta disponível em seu canal da plataforma do Youtube.

ANÚNCIOS

Faz pouco tempo desde que Manoela assumiu sua identidade trans. Para conseguir dar esse importante passo, ela contou com apoio de amigos, familiares e também tem suporte dos membros da nova igreja e colegas de trabalho.

O EP conta com cinco canções originais da mulher e Manoela comemora o fato de que agora pode adorar a Deus se sentindo livre. A jovem conta que passou por momentos muito ruins, especialmente no ensino médio. Agora ela sonha com outras pessoas trans cantando música gospel.

ANÚNCIOS

Roberta R

Notícias diárias, cobrindo que acontece de mais interessante no Brasil e no mundo. Notícias curiosas, interessantes e cobertura dos famosos.