Luto: Fernanda Lima perde seu pai após quase 120 dias internado lutando contra a covid-19

O pai de Fernanda Lima contraiu covid-19 uns meses atrás e por cerca de 120 dias lutou para sobreviver, mas não resistiu, indo a óbito hoje (18).

ANÚNCIOS

É triste perder alguém que se ama e é insubstituível, e, com a atual pandemia, muitas pessoas estão enfrentado o sentimento de luto. Como aconteceu com a famosa apresentadora Fernanda Lima, que hoje sofre pela morte de seu pai, após lutar por quase 120 dias contra a covid-19 em um leito de hospital.

O novo coronavírus não escolhe classe social, condição financeira, raça, cor, e não há um só ser humano que esteja 100% imune à doença.

ANÚNCIOS

A própria Fernanda Lima disse em suas redes sociais que seu pai possuía um “folego de atleta” e, mesmo depois ser diagnosticado com a covid-19, lutou com grande bravura pela vida. Mas, infelizmente, não sobreviveu ao vírus e veio a falecer hoje, sábado (18).

O esposo de Fernanda Lima, o ator Rodrigo Hilbert, também fez uso de sua rede social assim que soube do falecimento do sogro e lhe prestou uma homenagem com uma publicação emocionante. Confira abaixo:

https://www.instagram.com/p/CCyst6eHx3a/\n\nAbaixo, foto de Fernandinha com seu saudoso pai, mais nova vítima da covid-19:

ANÚNCIOS

Fernanda Lima e o pai Cleomar Lima Foto ReproduoInstagramFernanda Lima

Nas redes sociais, os fãs e amigos de Fernanda Lima se comoveram e enviaram diversas mensagens de conforto e apoio nesse momento de dor. Diversos famosos também se manifestaram em solidariedade com sua perda.

A atriz e apresentadora fez uma postagem lamentando a morte do pai em sua conta oficial do Instagram, onde contou um pouco mais sobre a trajetória de vida dos dois. A famosa colocou fotos íntimas da família, que mostram a história do pai e o laço que possuíam. Confira abaixo:

ANÚNCIOS

https://www.instagram.com/p/CCyrYFcpbB2/?utm_source=ig_embed

Só para constar, o Brasil se tornou o segundo país no mundo com mais mortes pela doença que ainda não tem um tratamento especifico ou vacina. Por isso, previna-se, fique em casa em isolamento social o máximo possível e use máscara ao sair. Ande sempre com um álcool em gel em mãos e cuide com atenção redobrada da higiene e limpeza.

Millena Carvalho

Estudante de Letras, apaixonada pela vida e pela arte. Comprometida com a seriedade em repassar informações verídicas e que enriqueça o conhecimento de nossos leitores.