Ludmilla faz denuncia ataques racistas nas redes sociais no dia da consciência negra: ‘Não vão me parar’

A cantora postou em suas redes sociais.

ANÚNCIOS

No dia 20 de novembro a data no calendário brasileiro é marcada como o Dia da Consciência Negra. Foi concebido em 1971 e oficialmente formalizado em 2003, sendo instituído em 2011.

A data é em homenagem a Zumbi dos Palmares. O líder do Quilombo dos Palmares, morto nesta data, ele era e é até os dias atuais símbolo de resistência contra a escravidão no Brasil.

ANÚNCIOS

A cantora Ludmilla postou em suas redes sociais sobre a data de hoje, mas não só em memória da importância da data. Ela vem sofrendo ataques racistas nos últimos dias.

“Mais um dia da Consciência Negra no Brasil, mais um ano em que, na teoria, o mês de novembro faz com que o mundo nos olhe e ouça mais. Acontece que, na prática, veio à tona, nos últimos dias, um recorte do racismo que sofro em minha rotina, principalmente depois que me tornei artista”, diz um trecho.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por LUDMILLA (@ludmilla)

ANÚNCIOS

Ela começou a ser vítima do crime após ela e a cantora mexicana Kênia Os pararem de se seguir nas redes sociais e os ataques seriam supostamente dos fãs da cantora.

Ela revelou que não irá se calar diante dos fatos e levará a situação para a justiça. Ela já acionou a equipe jurídica que está trabalhando na identificação dos criminosos.

Por fim, ela disse que se sente cansada dessa situação, mas que isso não é motivo para que ela recue. Com a ocasião, ela relembra que não há o que comemorar neste dia.

ANÚNCIOS

Paula Silva

Escritora, mundo dos famosos com notícias atualizadas, notícias de atualidades sobre dia a dia e atualizações úteis para para aprender